Luis Silva



“Oriundo de famílias com raízes no concelho de Arouca (Cabeçais, Fermedo) e Gaia (Perosinho), iniciou os seus estudos musicais (violino) na Academia de Música de Espinho com Fernando Ferreira e José Camarinha. De 1989 a 1993 frequentou a Escola Profissional de Música de Espinho tendo sido aluno dos professores José Luís Duarte, Carlos Fontes e Anna Kratochvilová.

Depois de 1992 passa a dedicar-se à viola d’arco como aluno do professor Ryszard Woycicki, com quem concluiu os estudos superiores na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo do Porto. Realizou estudos particulares com a professora Barbara Friedorff tendo também frequentado vários cursos de aperfeiçoamento musical, contatando com professores como Anabela Chaves, Burton Kaplan, Jean Sulem, Reiner Moog, Janos Devich entre outros.

Em 1994 foi-lhe atribuído o Primeiro Prémio na VIII Edição do Concurso Prémio Jovens Músicos da RDP na modalidade de Viola d’arco.

Apresentou-se a solo com a Orquestra de Câmara Musicaré, Orquestra da Escola Profissional de Música de Espinho, Orquestra Clássica da Madeira, European Medical Studants Orchestra e Orquestra Sinfónica Portuguesa, tendo realizado gravações para a RTP, RDP-Antena 2, Numérica e EMI Classic.

É violetista da Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música (ex-Orquestra Nacional do Porto) desde Setembro de 2000, mantendo igualmente actividade regular em formações de musica de câmara com as quais se tem apresentado em diversas salas e festivais de música por todo o país, das quais entre outros se podem destacar projetos como Quarteto Camões, Camerata senza Misura, Solistas da Sinfónica e Tubax entre outros.

Mantêm atividade docente regular desde 1995, tendo integrado o corpo docente de escolas como a Academia de Música de Espinho, a Academia de Música de Santa Maria da Feira, o Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga, o Conservatório de Música da Maia, o Conservatório de Musica do Porto, assim como da Escola Profissional de Música de Viana do Castelo e na Escola de Música Guilhermina Suggia no Porto, onde integrou as respectivas Direcções Pedagógicas.

Integrou o júri dos concursos de instrumentistas Paços Premium Concurso de Arcos do Alto Minho, Concurso de Regional de Arcos em Braga, tendo igualmente ministrado cursos de aperfeiçoamento musical em Aveiro, Espinho, Paços de Brandão e Porto.

É regularmente chamado a colaborar como musico de estúdio em projetos com artistas e grupos nacionais como Silence 4, David Fonseca, Vozes da Rádio, Pedro Abrunhosa, Maria João e Mário Laginha, Mesa, André Indiana, Mónica Ferraz, Paião entre outros.

No ultimo ano lectivo (2018/19) leccionou na Escola de Música Guilhermina Suggia no Porto e Escola de Música de Perosinho, à qual está também institucionalmente ligado, ocupando de momento o cargo de Presidente da Mesa da Assembleia Geral de Socios do Grupo Musical da Mocidade Perosinhense.

É membro da direcção da APVdA – Associação Portuguesa da Viola d’arco com a qual colabora intensamente desde a sua fundação na promoção, desenvolvimento pedagógico do instrumento em iniciativas nacionais e de âmbito internacional em torno da Viola d’arco. “